A VIDA COMEÇA AOS…

0
455

Passamos a vida ouvindo muitos afirmarem “que a vida começa aos 40!” Ledo engano! A vida é linda, pode e deve ser vivida com intensidade, coragem, determinação e muita alegria! Essa é a receita que o senhor Carlos Teixeira Moysés traz consigo e com leveza ensina.

O senhor Carlos cursa na CEGRAD – Centro de Graduação da Faculdade de Medicina da UFMG o curso de Tecnólogo em Radiologia. Ele esteve no CRTR3 para buscar a carteirinha de estagiário. Aposentado pela CEMIG, após 30 anos de bons serviços prestados, ele nos disse que quando chegou aos 50 anos pensou estar velho demais para estudar ou se iniciar em qualquer outra profissão.

Porém, aos 69 anos ele disse que por estar sempre com um amigo que é apaixonado pela radiologia e um exímio profissional, e que em suas conversas falava sobre a radiologia e até mesmo chegou a lhe mostrar algumas etapas como a revelação, não teve dúvidas. “Eu que já havia abandonado a faculdade de Engenharia Elétrica por trabalhar em plantões e revezamentos pensei logo: vou fazer o ENEM e será para Radiologia. Passei!”

Hoje com 72 anos, ele está no 5º período do curso de Radiologia e já faz planos futuros: “vou exercer sim, o mercado tem espaço para bons profissionais, também existe a possibilidade de que eu tenha meu próprio negócio”. 

Senhor Carlos além de estudar nos contou que tem outra paixão; a motocicleta! Ele fez o percurso de aproximadamente 4.200km de Belo Horizonte até Foz do Iguaçu, e de Foz até São Luiz Gonzaga-SC em sua CB 500. E pela prosa que tivemos não irá parar por ai. “Ninguém determina a hora de começar ou terminar, é você que faz acontecer!”

Idade jamais será problema para quem quer aprender e muitos idosos voltam a estudar sem temer as dificuldades. Senhor Carlos é exemplo de garra e determinação, precisamos nos espelhar em pessoas que deram duro na vida sem desistirem de seus sonhos. Aos 74 anos o senhor Carlos estará se formando em Tecnólogo em Radiologia, pois teve que ficar durante um ano parado por algumas complicações na saúde, o que não o fez desistir.

Nós do Conselho Regional de Técnicos em Radiologia de Minas Gerias – CRTR3, nos sentimos imensamente honrados por lhe entregar a credencial de estagiário e teremos mais ainda de tê-lo em nosso rol de profissionais que engrandecem a nossa profissão. 

No Brasil hoje o analfabetismo atinge, sobretudo, pessoas maiores de 60 anos. O indicador para quem tem mais de seis décadas de vida é 20% maior, segundo o IBGE. E nós, quando digo nós, falo por cada profissional filiado ao CRTRMG, temos o privilégio de baixar, contribuir para a redução dessa estatística, tendo junto a nós mais um apaixonado pelas práticas radiológicas. 

Obrigado senhor Carlos por nos encorajar e a inspirar a tantos, que talvez hoje se encontravam já dispersos e desgostosos, não apenas com a profissão mas com vida. O senhor nos traz novo ânimo e nos mostra que a vida começa a cada sim que nos damos!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here